terça-feira, 25 de novembro de 2008

Drogas e orgias dos Rolling Stones contadas em livro por Ron Wood


Ron Wood conta que um dia está tão drogado que Keith Richards, o certinho dos Rolling Stones a que chama "senhora czar anti-droga", lhe apontou uma arma à cabeça para o chamar à realidade. O livro chama-se Memories of a Rolling Stone e vem sendo editado mundo fora.

No documento, um texto na primeira pessoa, o Rolling Stone fala da experiência musical e pessoal a bordo da formação e do contacto com personalidades como Jimi Hendix, com quem chegou a partilhar uma vez um quarto, e de Elton John a quem chama "narcisista insuportável".

Segundo o El País, a autobiografia adianta ainda pormenores sobre o romance com a ex-mulher do Beatle George Harrison, Patti Boyd, que o trocou por Eric Clapton e de Jo, a companheira em 23 anos que trocou recentemente por uma relação com uma jovem russa 40 anos mais nova que ele.

Sobre os Rolling Stones, diz Ron Wood, não teria existido como banda se não fosse o "chato" Keith Richards a travar o megalómano vocalista. "É o meu irmão musical, o meu treinador, o meu amigo (...) O Mick Jagger é fantástico mas sem o Keith não haveria banda".

1 comentário:

Bruna disse...

Olá,
Sou Bruna Pallini, trabalho na Edelman, agência de comunicação da Jorge Zahar Editor.
Seu blog traz ótimas dicas sobre o mundo da música. Muito legal!
Outro livro que conta um pouco sobra a história da banda é "Uma temporada no inferno com os Rolling Stones", que fala como Keith Richards acredita que para viver fora da lei é preciso ser honesto. Conheça mais em http://www.zahar.com.br/catalogo_detalhe.asp?id=1231
Abraços!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails